sexta-feira, 28 de maio de 2010

AUTOESCOLAS DEVEM TER VEÍCULOS ADAPTADOS.

A Lei Municipal 3.702/2009 dispõe sobre os Centros de Formação de Condutores sediados no Município de Aracaju, determina a disponibilização de veículos adaptados para o aprendizado de pessoas com deficiência.

O Ministério Público de Sergipe, através da Promotoria Especializada dos Direitos dos Idosos e das Pessoas Portadoras de Deficiência, realizou Audiência Pública, na manhã do dia 27 de maio, com o intuito de determinar o cumprimento da Legislação pelas autoescolas da Capital, viabilizando o acesso das pessoas com deficiência, à Carteira Nacional de Habilitação.

A Audiência, presidida pela Promotora de Justiça Berenice Andrade Melo, contou com a presença de representantes de vários Órgãos envolvidos na temática. O representante da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – SMTT informou que, tanto aquela Secretaria, quanto o Departamento de Trânsito do Estado de Sergipe – DETRAN, possuem um Centro de Formação de Condutores para habilitar os cidadãos carentes de Aracaju e do Estado de Sergipe, mas que, ambos não possuem veículos adaptados.

Representantes de autoescolas alegam que o Artigo 2º da referida Lei Municipal determina que o número de veículos adaptados, a serem adquiridos pelos centros, deverá ser compatível com a demanda e que não possuem relação do número de pessoas solicitantes do serviço. Disseram, ainda, que não foram notificados pelo Poder Executivo para cumprimento da Lei.

A promotora de Justiça Berenice Melo registrou a dificuldade que as pessoas com deficiência enfrentam para aprender a dirigir em carro convencional. “ Fica mais fácil aprender a dirigir no veículo adaptado para, posteriormente, adquirir seu próprio veículo, com mais segurança”, disse.

Todos os presentes mostraram disposição em dar cumprimento à norma e informaram que, para tentar solucionar o problema, referente ao desconhecimento da demanda, o DETRAN deverá disponibilizar a estatística de pessoas com deficiência que procuram o órgão, com o intuito de obterem permissão para dirigir.

A Promotoria, com o objetivo de melhor analisar o assunto, designou a continuação da Audiência para o dia 1º de julho de 2010. O Diretor-Presidente do DETRAN deverá ser oficiado para se fazer presente à Audiência, bem como, no prazo de 15 (quinze) dias, encaminhar estatística e relação atualizada dos Centros de Formação de Condutores credenciados em Aracaju.

Fonte: MP/SE

quarta-feira, 26 de maio de 2010

CONTRAN PUBLICA REGRAS PARA O TRANSPORTE DE CARGAS E BICICLETA EM VEÍCULOS.

A Resolução 349 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada no último dia 20 de maio, estabelece regras para o transporte eventual de cargas em automóveis, caminhonetes, camionetas e utilitários. O objetivo da Resolução é atualizar as normas anteriores (Resoluções 549/79 e 577/81).

De acordo com a Resolução 349, a carga ou a bicicleta não pode atrapalhar a visibilidade do condutor, ocultar as luzes e os dispositivos refletores, comprometer a estabilidade ou condução do veículo, nem provocar ruído ou poeira. O condutor deve observar ainda o peso máximo da carga especificado para o veículo.

Para as cargas transportadas na parte superior do veículo continua mantida a altura máxima permitida (50 cm), além da proibição da carga exceder a largura máxima do veículo. As bicicletas podem ser transportadas na parte posterior externa ou sobre o teto do veículo, utilizando dispositivo móvel ou fixo aplicado no veículo ou no gancho do reboque. No caso da bicicleta transportada sobre o teto ela poderá ser colocada em pé ou deitada.

No caso de carga indivisível ou de bicicleta transportada em caçamba, passará a ser admitida a circulação do veículo com compartimento de carga aberto, mas apenas durante o transporte da carga que ultrapasse o comprimento da caçamba. Caso a carga se sobressaia ou se projete além do veículo para trás, deverá estar bem visível e sinalizada. No período noturno, esta sinalização deverá ser feita por meio de uma luz vermelha e um dispositivo refletor de cor vermelha. O balanço traseiro não deve exceder a 60% do valor da distância entre os dois eixos do veículo. (veja a ilustração abaixo).

A partir das novas regras caso a carga ou a bicicleta prejudique a visibilidade parcial ou total da placa de identificação do veículo será obrigatório o uso de uma segunda placa, que será lacrada na parte estrutural do veículo (pára-choque ou carroceria). Essa segunda placa será fixada pelo órgão de trânsito. As regras entram em vigor em 18 de agosto deste ano, 90 dias após a publicação da Resolução.


O balanço traseiro não deve exceder 60% do valor da distância entre os dois eixos do veículo.

B ≤ 0,6 x A, onde B = Balanço traseiro e A = distância entre os dois eixos.

terça-feira, 25 de maio de 2010

CALÇADAS E CICLOVIAS ESTÃO SENDO CONCRETADAS NA RODOVIA JOÃO BEBE ÁGUA.


A rodovia João Bebe Água, principal via de ligação entre Aracaju e o município de São Cristóvão, está recebendo serviços de infraestrutura que envolvem o alargamento, restauração, área de passeio, ciclovia e iluminação. As máquinas estão em intensa atividade nas obras que são fiscalizadas pelo Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER).

Os serviços se concentram em duas frentes de trabalho. A primeira se trata da implantação da ciclovia que teve a primeira concretagem lançada na sexta-feira, 7, na rodovia João Bebe Água e se encontra nas proximidades da rótula do posto de combustíveis.

A pista já possui uma faixa implantada e que está sendo utilizada pelos ciclistas. O trecho onde está localizada a ponte sobre o rio Poxim receberá uma placa metálica que ligará os dois pontos da via (avenida Marechal Rondon e a própria SE-065) permitindo que os usuários não desviem para a avenida, prevenindo assim acidentes. A ciclovia compreende três quilômetros de extensão por três metros de largura.

A segunda frente está reunida no trevo de acesso ao conjunto Eduardo Gomes. No local, estão sendo desenvolvidos os serviços de restauração do pavimento, onde se encontra concluído do início da rodovia até o trevo. Em outro ponto segue a abertura de valetas para a colocação de manilhas que servirão de dreno para águas pluviais. Numa outra margem estão em andamento os serviços de finalização da base.

A camada asfáltica da rodovia tem cinco centímetros de espessura e a plataforma abrange uma variante de 7,5 a 12 metros de largura ao logo do seu curso. A previsão é que até o início da próxima quinzena, o asfalto seja completamente implantado, caso não haja imprevistos climáticos.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

CPRv REGISTRA SEIS ACIDENTES DURANTE O FINAL DE SEMANA, COM UMA VÍTIMA FATAL E UMA COM LESÕES.

Dia 21 de maio:
*
Atropelamento de animal na Rodovia SE-170 no Município de Moita Bonita. Ocorrência atendida pela viatura Jaguar 20. Não houve vítimas no acidente.
* Abalroamento transversal na Rodovia SE-090 no Município de Nossa Senhora do Socorro. Ocorrência atendida pela viatura Jaguar 50. Não houve vítimas no adicente.

Dia 22 de maio:
*
Choque na Rodovia SE-065 no Município de São Cristóvão. Ocorrência atendida pela viatura Jaguar 50. Não houve vítimas no acidente.
* Saída de Pista na Rodovia SE-100 no Município de Itaporanga D'Ajuda. Ocorrência atendida pela viatura Jaguar 40. Houve uma vítima com lesões no acidente.
* Choque na Rodovia SE-449 na Ponte do Município que liga Aracaju à Barra dos Coqueiros. Ocorrência atendida pela viatura Jaguar 80. Não houve vítimas no acidente.

Dia 23 de maio:
*
Atropelamento de animal na Rodovia SE-361 no Município de Simão Dias. Ocorrência atendida pela viatura Jaguar 70. Uma vítima fatal no acidente.

CPRv INICIA TREINAMENTO BÁSICO PARA ATENDIMENTO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO NAS RODOVIAS ESTADUAIS.

A Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv) inicia nesta terça-feira, dia 25, o Treinamento Básico para Atendimento a Acidentes de Trânsito nas Rodovias Estaduais com o objetivo de padronizar os procedimentos efetuados pelos policiais militares rodoviários em ocorrências que envolvam acidentes de trânsito. O curso será focado no tempo de resposta ao atendimento, passando pela segurança na rodovia até a busca no local por elementos que ajudem a elucidar o sinistro.

De acordo com o major Fábio Rolemberg, comandante da CPRv, a idéia do curso surgiu a partir da implantação do Detran do novo modelo de Boletim de Ocorrência de Acidente de Trânsito (BOAT). “Com o BOAT se faz necessário que todos os policiais da CPRv passem por um treinamento teórico e prático visando o aprimoramento do conhecimento existente, bem como das novas alterações implementadas”, explicou.

Ao final do treinamento, o policial passará por uma avaliação prática, sendo exigida a média mínima de 6,0 (seis) para a aprovação. Com essa iniciativa, a CPRv visa proporcionar aos condutores que trafegam pelas rodovias estaduais uma melhor qualidade e presteza no atendimento as ocorrências.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

SEGUNDO ESTUDO, MAIS DE 90% DOS MOTORISTAS NÃO SE SENTEM AFETADOS PELO USO DO ÁLCOOL.

No intuito de aprimorar o conhecimento acerca das características e, conseqüentemente, das necessidades dos profissionais do Transporte, foi realizado um estudo inédito, que revela o perfil do condutor profissional de Campo Grande/MS.

De acordo com a pesquisa, 76,3% desses profissionais, são do sexo masculino, com idade média de aproximadamente, 36 anos, e na maior parte são casados. Possuem baixa escolaridade, onde apenas 32% concluíram o ensino médio, e mais da metade dos entrevistados, 56,5%, são católicos, sendo que a grande massa dos entrevistados tem uma orientação religiosa.

A profissão de motorista é exercida por 76% deles, e recebem entre um e dois salários mínimos, sendo que 62,2% moram em casa própria.

Em relação a própria saúde, 77% dos entrevistados alegaram que não percebem nenhum tipo de problema de saúde. Apenas 4,3% dos condutores, alegam que sentem-se afetados por estado de fadiga. Quanto a utilização de bebida alcoólica, 90,6% dos entrevistados não se sentem afetados pelo álcool. Já de acordo com a utilização de soníferos ou antidepressivos, apenas 6,1%, dos condutores admitiram que fizeram uso da medicação, sem orientação médica.

Os entrevistados responderam também a perguntas sobre a presença de algum tipo de doença:
* 89,9% afirmam que não sofrem de algum tipo de doença.
* Dentre aqueles que afirmaram positivamente – 78,6% sofrem de alguma enfermidade visual;
* 21,4% possui outro tipo de enfermidade.
* Uma parte significativa dos entrevistados, 37,5% alegou que sofre de hipertensão,
* 21% precisa controlar o diabetes.
* O stress aparece entre as respostas, sendo que 8,3% dos condutores admitem que sofrem deste mal.

No tocante ao acometimento de problemas psicológicos, 20,5% dos motoristas entrevistados, alegam que sofrem de algum tipo de problema de ordem psicológica, sendo citadas a ansiedade (31,6%), a preocupação (29,8%) e a irritabilidade (14%) como as primeiras colocadas. Mesmo dentre os que afirmaram a presença de transtornos psicológicos, apenas 18% admitiram ter realizado tratamento médico/psicológico com um profissional habilitado.

Para 87,8% dos entrevistados, o próprio estilo de dirigir foi avaliado como moderado e ou cauteloso, dado que se contrapõem a um outro questionamento feito sobre o cometimento de infrações pelo fato de que 22,7% dos condutores entrevistados admitiram algum tipo de infração de trânsito nos últimos três anos, onde o excesso de velocidade foi a infração mais cometida (27 %), depois da infração por estacionar em lugar proibido (71,4 %).

Quando questionados sobre a qualidade do ensino recebido em Centros de Formação de Condutores, 48,6% dos entrevistados avaliaram com notas entre 8,0 e 10. Já em relação a qualidade das avaliações teóricas e práticas feitas no departamento Estadual de Trânsito – DETRAN, 63,3% avaliaram esses serviços do órgão com notas entre 8 e 10.

O perfil encontrado será utilizado na fundamentação e estruturação da proposta pedagógica de ensino – aprendizagem adotada pelo SENAT – Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte, colaborando para a melhoria na didática utilizada para a capacitação profissional dessa categoria, que suscita o estudo e o aperfeiçoamento das técnicas de qualificação para o melhor desenvolvimento do segmento de Transporte, em nossa sociedade, produzindo assim, mão-de-obra mais eficaz e competente. Todos os participantes responderam voluntariamente ao questionário, respeitando a resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde.

Neste estudo, foram entrevistados 278 condutores pelo psicólogo Mestre Renan da Cunha Soares Junior, pesquisador na área de Psicologia do Trânsito, parceiro e prestador de serviços ao SEST/SENAT, entre 2008 e 2009, nos cursos oferecidos dentro da Instituição, em Campo Grande/MS.

Fonte: SEST/SENAT

sexta-feira, 14 de maio de 2010

CAMPANHA QUER INCENTIVAR USO DE CADEIRINHAS DE SEGURANÇA PARA CRIANÇAS EM VEÍCULOS.

O uso de cadeirinhas de segurança para crianças de até 7 anos nos veículos começará a ser exigido dentro de um mês quando começam as fiscalizações. Para lembrar os motoristas da obrigatoriedade de se adequar a essa norma, o Ministério das Cidades e o Departamento Estadual de Trânsito do Rio (Detran) começaram hoje (14) uma campanha educativa.

O ministro Márcio Fortes esteve em uma escola infantil, em Botafogo, zona sul da cidade, conversando com os pais e alertando para o índice de mortes de crianças em acidentes de trânsito. A estimativa mais recente (2007) indica 2,1 mil mortes de crianças das cerca 35 mil vítimas naquele ano.

Fortes minimizou o aumento de gastos das famílias com as cadeirinhas, que custam cerca de R$ 300 cada, e disse que esse é um investimento na vida humana.”O motorista faz um esforço para pagar o combustível, para pagar a revisão do carro, para comprar um pneu, trocar uma pastilha e o óleo. O motorista precisa investir na vida do filho também”, destacou.

O administrador de empresa Márcio Bruno, que chegava de carro para deixar filhos e sobrinhos na escola, gostou da iniciativa do ministro. Embora não tivesse nenhuma cadeirinha no carro, Bruno disse que sabe da importância do dispositivo.

”No meu carro eu uso a cadeirinha, um apoiador para o meu filho de cinco anos, que dá para prender o cinto [de segurança] com mais firmeza”, disse.

Para sensibilizar os pais, o Ministério das Cidades vai investir R$ 9 milhões em uma campanha publicitária na TV, no rádio, na internet, em revistas e em placas nas ruas. Um hotsite também está disponível para tirar dúvidas dos motoristas.

O Detran do Rio quer ainda mobilizar as crianças e promete ações nas escolas. De acordo com o presidente do órgão, Fernando Avelino, os pequenos cobram dos pais a utilização do cinto de segurança e podem também ser importantes aliados no uso das cadeirinhas. “Os adultos começaram a usar o cinto por causa da cobrança dos filhos”, afirmou.

De acordo com resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), devem estar no bebê-conforto crianças de até 1 ano de idade, na cadeirinha, entre 1 ano e 4 anos e no assento de elevação, crianças de 4 a 7 anos. Até os 14 anos, as crianças devem ser transportadas no banco de trás dos carros, com o cinto de segurança afivelado.

O ministério não especifica as normas técnicas para as cadeirinhas e cobra apenas que tenham selo do Instituto Nacional de Metrologia Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

A multa para o descumprimento da medida, que será aplicada inclusive sobre táxis, a partir de 9 de junho, é de R$ 191,54 mais sete pontos na carteira.

Fonte: Agência Brasil (Isabela Vieira)

ABERTAS INSCRIÇÕES PARA CURSOS DE DEFESA PESSOAL E REFLEXÕES SOBRE A ATIVIDADE POLICIAL.

A Academia de Polícia Civil de Sergipe (Acadepol) abre nesta sexta-feira, dia 14, as inscrições para os cursos de Atualização de Técnicas e Reflexões Sobre a Ação Policial e Defesa Pessoal para a Atividade Policial. Os policiais devem efetuar as inscrições de 14 a 21 de maio, de 9 às 17 horas, na Coordenadoria de Ensino (Codep) da Acadepol. A previsão de início dos cursos é na segunda semana de junho de 2010.

Os interessados em fazer a inscrição e matrícula nos cursos devem protocolar ficha de inscrição na Coordenadoria de Ensino (Codep) ou preencher formulário eletrônico disponível na página da SSP/SE, indicando o turno desejado. Depois é preciso confirmar matrícula, assinando declaração (modelo Acadepol), dando ciência das normas que regem o curso para o qual está pleiteando uma vaga. A coordenação avisa que os candidatos que já realizaram a pré-inscrição que não estão desobrigados a assinar a declaração de ciência das normas que regulamentam os cursos.

A Acadepol comunica que as inscrições devem ser feitas até a próxima sexta-feira ou até o preenchimento de todas as vagas. Após esta data a Acadepol emitirá comunicado (afixado na própria Academia) com a relação dos matriculados e os respectivos turnos/horários. O cronograma de atividades dos cursos será divulgado após a divulgação da relação de matriculados, na sede da Acadepol e através de correio eletrônico.

Os alunos matriculados no curso de Defesa Pessoal deverão apresentar atestado médico de boas condições de saúde e/ou termo de responsabilidade (modelo Acadepol) acerca da saúde física para a participação no curso. Mais informações através do telefone 3259-1099 ramal 37 e por correio eletrônico: acadepol.sergipe@pc.se.gov.br. Confira as propostas dos cursos oferecidos:

ATUALIZAÇÃO DE TÉCNICAS E REFLEXÕES SOBRE A AÇÃO POLICIAL

• Objetivo do curso: preparar os operadores de segurança pública, que atuam no policiamento preventivo e investigativo, à padronização de procedimentos e operacionalização, a fim de que exerçam sua profissão com segurança e respeito aos direitos individuais e garantias fundamentais dos suspeitos ou autores de infrações penais.

• Carga horária: 140 h/a

• Turnos oferecidos: tarde e noite

• Número total de vagas: 100 (2 turmas), sendo 50 por turma - distribuídas entre as instituições policiais, respeitadas as quantidades de vagas previamente estabelecidas para cada.

DEFESA PESSOAL PARA A ATIVIDADE POLICIAL

• Objetivo do curso: promover o aprendizado e a prática de técnicas eficientes e modernas de defesa pessoal que tornem o profissional de polícia judiciária capaz de enfrentar as mais diversas situações no exercício legal de suas funções constitucionais.

• Carga horária: 80 h/a

• Turnos oferecidos: manhã e tarde

• Número total de vagas: 100 (5 turmas), 20 por turma - distribuídas entre as instituições policiais, respeitadas as quantidades de vagas previamente estabelecidas para cada.

RODOVIA DOS NÁUFRAGOS SERÁ LIBERADA.

Tráfego será liberado hoje

O tráfego de veículos será liberado nesta sexta-feira, 14, na área do asfalto que cedeu na Rodovia dos Náufragos. Segundo o engenheiro do Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER), José Carlos gentil, toda a obra de tubulação seria concluída ontem.

“Iremos liberar o tráfego no local com restrições, pois ainda não será possível colocar o asfalto na pista por conta do período chuvoso. Aqui existiam tubos de 20 cm de diâmetro para fazer o escoamento por de baixo da pista. Agora, colocamos três tubos de um metro de diâmetro para evitar que aconteçam novos alagamentos”, contou.

Segundo o engenheiro ainda há terrenos alagados que podem causar risco do asfalto ceder. “Tem alguns terrenos que com uma chuva mais forte podem forçar o asfalto como neste caso em frente ao condomínio Praias do Sul. Mas o Ministério Público Federal proibiu de fazer a obra de escoamento”, disse.

O representante comercial Elias Oliveira que é morador de um condomínio próximo ao local denuncia que a água do terreno vizinho ao empreendimento em que ele mora está pressionando o muro que pode cair por conta da força da água. “O muro do condomínio está cheio de infiltrações, a água não para de minar para dentro, se o muro ceder pode até acontecer uma tragédia. A prefeitura precisa mandar técnicos na área do Mosqueiro para verificar o problema”, falou.

Fonte: Infonet (Bruno Antunes)

terça-feira, 11 de maio de 2010

RELATÓRIO DE OCORRÊNCIAS DO ÚLTIMO FINAL DE SEMANA DA CPRv.

Dia 07:

* Saída de pista seguido de capotamento - 09:45 h - Rodovia SE-160 - Município de Pedrinhas - Duas vítima lesionadas

* Saída de pista seguido de capotamento - 20:30 h - Rodovia SE-270 - Entre Lagarto e Simão Dias - Sem vítimas

Dia 08:

* Colisão traseira - 18:00 h - Rodovia SE-270 - Município de Lagarto - Uma vítima fatal.

* Saída de pista seguido de capotamento e choque - 18:50 h - Rodovia SE-065 - Município de São Cristóvão - sem vítimas

Dia 09:

* Saída de pista seguido de tombamento - 08:30 h - Rodovia SE-100 - Praia do Jatobá - Município de Barra dos Coqueiros - Apenas danos materiais

* Saída de pista - 11:45 h - Rodovia SE-361 - Município de Simão Dias - Apenas danos materiais

* Choque - 17:15 h - Rodovia SE-050 - Município de Aracaju - Apenas danos materiais

* Atropelamento - 12:30 h - Rodovia SE-050 - Município de Aracaju - Uma vítima

* Abalroamento longitudinal seguido de colisão frontal - 17:30 h - Rodovia SE-270 - Município de Salgado - Apenas danos materiais

* Abalroamento longitudinal - 18:00 h - Rodovia SE-270 - Município de Salgado - Apenas danos materiais

* Saída de pista seguido de capotamento - 19:00 h - Rodovia SE-090 - Município de Nossa Senhora do Socorro - Apenas danos materiais

* Abalroamento longitudinal - 20:30 horas - Rodovia SE-255 - Município de Macambira - Apenas danos materiais

* Colisão Frontal - 22:30 h - Rodovia SE-170 - Município de Campo do Brito - Uma vítima fatal.

CARROS BATEM DE FRENTE E DEIXAM UM MORTO EM CAMPO DO BRITO.

Um dos carros ficou em chamas (Foto: Internauta)

Na noite deste domingo (09) aconteceu um acidente com mortes na rodovia estadual SE 170, que dá acesso ao município de Campo do Brito, distante 64 quilômetros da capital.

Segundo a Companhia de Policia Rodoviária (CPRv), dois veículos modelo Corsa colidiram de frente, após uma ultrapassagem indevida. Uma vítima identificada como Moura Souza Santos morreu no local e outras quatro ficaram feridas. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital de Lagarto.

Com a colisão, um dos carros pegou fogo. Bombeiros foram acionados para conter as chamas.

Fonte: Atalaia Agora

segunda-feira, 10 de maio de 2010

COMISSÃO ISENTA IDOSOS DE PAGAR POR VAGA EM ESTACIONAMENTO PRIVADO.

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou na quinta-feira (6) o Projeto de Lei 2786/08, do deputado Vinicius Carvalho (PTdoB-RJ), que concede aos idosos isenção do pagamento pelo uso de vagas destinadas a eles em estacionamentos privados.

O relator, deputado Leandro Sampaio (PPS-RJ), foi favorável à proposta. "O projeto pretende minorar as adversidades enfrentadas pelos idosos, ao isentá-los da cobrança, muitas vezes abusiva, pelo exercício de seu direito de estacionar em vagas preferenciais", disse.

O PL 2786/08 altera o Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03), que prevê uma reserva de 5% das vagas em estacionamentos públicos e privados aos maiores de 60 anos. O texto também determina pena de reclusão de seis meses a um ano e multa para os estabelecimentos que descumprirem a medida.

Tramitação

A proposta será analisada ainda pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Em seguida, será votada pelo Plenário.

Clique no link abaixo e conheça na íntegra a proposta:
http://www.camara.gov.br/internet/sileg/Prop_Detalhe.asp?id=383238

Fonte: Agência Camara

domingo, 9 de maio de 2010

TODOS QUE FAZEM A CPRv PARABENIZAM TODAS AS MAMÃES PELO SEU DIA.

Mãe

Obrigado pelas noites geladas que senti o calor do seu corpo
Obrigado pelo seu alimento mais puro e suave
Obrigado pelas noites mal dormidas
Obrigado pelo seu abraço
Obrigado pela sua força
Obrigado pela sua preocupação
Obrigado pelas suas lágrimas
Obrigado pelo seu sorriso sincero
Obrigado por você me ensinar o que é a vida
Obrigado por você me deixar ver o melhor pra mim
Obrigado por você tentar confiar em mim e as vezes não conseguir
Obrigado pela minha existência
Obrigado pela sua coragem
Obrigado pela sua existência...
Obrigado por ser a minha MÃE....

UMA HOMENAGEM DA CPRv A TODAS AS MÃES PELA PASSAGEM DO SEU DIA.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

GOVERNO INICIA PAVIMENTAÇÃO DA RODOVIA QUE LIGA A BR-101 A CAPELA.


A obra de construção e pavimentação da rodovia que liga a BR-101 ao município de Capela, realizada pelo Governo do Estado através da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), segue com a finalização dos serviços no trevo de acesso e início da pavimentação asfáltica. A rodovia que terá a plataforma com 10,6 metros de largura e 16 km em sua total extensão, teve a terraplenagem em sua totalidade concluída em 95%, passou pelo processamento sub-base finalizada em 80% e da base em 70% do trecho.

A SE-226 concentra hoje dois pontos em execução da obra. O primeiro se encontra no trevo de acesso que está em fase de colocação do meio fio e o segundo é o ponto entre as estacas 418 e 444, onde as máquinas estão inserindo material para a homogeneização da terra para permitir a secagem rápida. O processo se deve às fortes chuvas que acabaram impossibilitando o avanço dos serviços na plataforma.

DETRAN REALIZA CURSO DE DIRETOR DE ENSINO.

O Detran abriu inscrições para o Curso de Diretor de Ensino, que será realizado pelo órgão em parceria com a Faculdade São Luís de França. Os interessados poderão se inscrever das 8h às 12h e das 14h às 18h até o dia 10 de maio na sede da faculdade, que fica localizada à rua Laranjeiras, bairro Getúlio Vargas. No total, serão disponibilizadas 50 vagas para o curso.

O curso acontecerá no período de 10 de maio a 02 de junho de 2010. As aulas presenciais das cinco disciplinas irão até o dia 21 de maio, num total de 36 horas/aula, quatro por dia. As provas estão previstas para os dias 25 e 27 de maio, e a recuperação acontecerá no dia 2 do mês de junho.

Para se candidatar ao curso, o interessado deverá estar com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) dentro do prazo de validade, possuir o curso de Instrutor de Trânsito realizado a partir de 1999, com carga horária mínima de 120 horas/aula e aprovação em todas as disciplinas, escolaridade comprovada em nível superior e aprovação em exame psicológico para fins de administração escolar.

Se o candidato já possuir o Curso de Examinador de Trânsito realizado a partir de 1999, poderá solicitar, mediante requerimento, dispensa da participação das aulas das disciplinas de Técnica de Avaliação e Psicologia Aplicada à Segurança de Trânsito. Entretanto, o conteúdo programático das disciplinas deve ser o mesmo do Curso de Diretor de Ensino. Em caso de deferimento, o aluno poderá freqüentar o curso com apenas 24 horas/aula.

Documento necessários

Para se inscrever os candidatos precisam estar munidos da ficha de inscrição devidamente preenchida, cópia do certificado do nível superior, cópia do certificado do Curso de Instrutor de Trânsito, cópia da Carteira Nacional de Habilitação, Atestado de Aptidão do exame psicológico para fins de administração escolar, depósito bancário em nome da faculdade São Luís de França, conforme determina o Termo de Cooperação Técnica nº 016/09 e, se for o caso, cópia do certificado do Curso de Examinador de Trânsito, realizado a partir de 1999 e requerimento para aproveitamento de disciplinas do curso de examinador.

O valor da inscrição para o curso é de R$ 250 para quem for cumprir 36 horas/aula e R$ 200 para quem cursar 24 horas/aula. Mais informações poderão ser obtidas na sede do Detran pelos telefones (79) 3226-2022/2024/2021 e na Faculdade São Luís de França, através do número (79) 3214-6300.

DEPUTADOS QUE RECURSOS ARRECADOS DE MULTAS SEJAM APLICADOS EM CAMPANHAS EDUCATIVAS E OBRAS QUE AJUDEM A REDUZIR ACIDENTES.

O presidente da Comissão de Viação e Transportes, Milton Monti (PR-SP), e o deputados Beto Albuquerque (PSB-RS) defenderam nesta terça-feira a aplicação dos recursos arrecadados com a cobrança de multas de trânsito para a realização de campanhas educativas e de obras que ajudem a reduzir o número de vítimas de acidentes nas ruas e estradas do País. A sugestão foi feita durante o 1º Seminário de Segurança no Trânsito Brasileiro, realizado na Câmara.

Na avaliação de Milton Monti, o dinheiro proveniente da cobrança de multas não está sendo aplicado na área específica. No período da tarde, os participantes discutiram o “Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito”.

Beto Albuquerque propôs também uma fiscalização intensiva quanto ao cumprimento das exigências do Código de Trânsito. O deputado observou que 30% dos veículos trafegam irregularmente, sem o pagamento do IPVA, por exemplo, porque o motorista acredita que nunca será abordado. “Por isso, a fiscalização é importante”, lembrou.

Beto Albuquerque é autor do Projeto de Lei 5525/09, que que institui o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PRMT), a ser elaborado em conjunto pelos órgãos de saúde, trânsito, transportes e Justiça. Segundo o projeto, até setembro de cada ano, deverão ser fixadas metas de redução do número de mortes e lesões para o ano subsequente. Essa meta deverá levar em consideração as mortes e lesões apuradas no ano anterior.

O projeto prevê também que, em todos os anos, pelo menos 30% da frota total de veículos automotores, em cada unidade da Federação, seja abordada para fiscalização preventiva de trânsito, nas rodovias federais e estaduais e nas vias urbanas.

Tecnologia

O diretor do Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi Brasil), José Aurélio Ramalho, defendeu a ampliação do uso de tecnologias para acompanhar de forma mais eficiente as infrações detectadas por equipamentos e para obter mecanismos de verificação da velocidade média do veículo.

Ramalho alertou para a previsão do Ministério da Saúde de que 150 mil pessoas morrerão no trânsito até o final do mandato do próximo presidente da República, se nada for feito para enfrentar o problema.

Já o presidente da Federação Internacional de Automobilismo – FIA Foundation, Carlos Macaya Ortiz, afirmou que o Brasil poderá dar grande contribuição para o sucesso da redução das mortes no trânsito. Para isso, o País precisa, segundo ele, ter veículos mais seguros, com airbags e equipamentos de controle de estabilidade, além de ciclovias e mais educação dos motoristas.

Aperfeiçoamento da legislação

José Aurélio Ramalho também considerou importante um aperfeiçoamento da legislação sobre trânsito para agravar as atuais penalidades. A redução do número de vítimas em acidentes, alertou, deve ser tratada como uma política de governo.

A presidente da Associação Nacional dos Órgãos Executivos de Trânsito dos Estados e do Distrito Federal, Mônica Antony de Queiroz Melo, sugeriu que conste da legislação a obrigatoriedade de os livros didáticos abordarem o tema “educação no trânsito”, embora isso já seja ensinado em muitas escolas. Para ela, é necessário pensar não só num carro com equipamentos de segurança, mas também que não agrida o meio ambiente.

O deputado Beto Albuquerque reclamou da ausência de ministros para debater o tema no seminário e disse que o trânsito deve ser encarado como uma prioridade nacional, pois mata mais de 100 pessoas por dia.

Como resultado do seminário, a Comissão de Viação e Transportes vai produzir uma carta-compromisso a ser entregue aos candidatos de cargos executivos nacionais e estaduais e aos atuais prefeitos.

Fonte: Agência Câmara

quinta-feira, 6 de maio de 2010

SAIBA MAIS SOBRE O SEGURO DPVAT.

O QUE É E QUEM PODE USAR

O Seguro DPVAT cobre vidas no trânsito. Como o próprio nome diz, ele indeniza vítimas de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre.

Isso significa que o DPVAT é um seguro que indeniza vítimas de acidentes causados por veículos que têm motor próprio (automotores) e circulam por terra ou por asfalto (via terrestre). Observe que nessa definição não se enquadram trens, barcos, bicicletas e aeronaves. É por isso que acidentes envolvendo esses veículos não são indenizados pelo Seguro DPVAT.

O DPVAT, por ser um seguro destinado exclusivamente a danos pessoais, não prevê cobertura de danos materiais causados por colisão, roubo ou furto de veículos. Também não estão cobertos pelo DPVAT os acidentes ocorridos fora do território nacional e os veículos estrangeiros em circulação no Brasil estão sujeitos a contratação de um seguro específico para este fim, entre eles o seguro Carta Verde (para maiores informações sobre o carta verde clique aqui).

Em caso de acidente, as situações indenizadas são morte ou invalidez permanente e, sob a forma de reembolso, despesas comprovadas com atendimento médico-hospitalar.

Você mesmo dá entrada nos pedidos de indenização e/ou de reembolso. O procedimento é simples, gratuito e não exige a contratação de intermediários. Basta juntar a documentação necessária (consulte aqui) e levar ao ponto de atendimento mais próximo (consulte aqui).

Outro dado importante é que o Seguro DPVAT é obrigatório porque foi criado por lei, em 1974. Essa lei (Lei 6.194/74) determina que todos os veículos automotores de via terrestre, sem exceção, paguem o Seguro DPVAT. A obrigatoriedade do pagamento garante às vítimas de acidentes com veículos o recebimento de indenizações, ainda que os responsáveis pelos acidentes não arquem com a sua responsabilidade.

É por isso que pagar o Seguro DPVAT é mais do que uma obrigação. É um exercício de cidadania.

Conheça as situações cobertas pelo Seguro DPVAT, válidas para motoristas, passageiros e pedestres, seus respectivos valores de indenização ou reembolso e saiba quem pode solicitar a indenização:

INDENIZAÇÃO POR MORTE

Situação coberta: morte de motoristas, passageiros ou pedestres provocada por veículos automotores de via terrestre ou cargas transportadas por esses veículos, em atropelamentos, colisões e outros tipos de acidentes.

Valor da indenização: o valor da indenização é de R$ 13.500,00 por vítima

Beneficiários: são os herdeiros da vítima.

De acordo com a Lei 11.482/07, para acidentes ocorridos a partir de 29.12.2006, o valor da indenização é dividido simultaneamente, em cotas iguais, entre o cônjuge ou companheiro (50%) e os herdeiros (50%). Conforme a quantidade de herdeiros, a cota é fracionada em partes iguais. Se o acidente ocorreu antes de 29.12.2006, o cônjuge ou companheiro recebe primeiro a indenização e, na falta destes, os filhos ou, nesta ordem, os pais, avós, irmãos, tios ou sobrinhos.

Para informações de como solicitar a indenização por morte clique aqui

INDENIZAÇÃO POR INVALIDEZ PERMANENTE

Situação coberta: invalidez permanente total ou parcial decorrente de acidente envolvendo veículos automotores de via terrestre ou cargas transportadas por esses veículos.

Entende-se por INVALIDEZ PERMANENTE TOTAL OU PARCIAL a perda ou redução, em caráter definitivo, das funções de um membro ou órgão, em decorrência de acidente provocado por veículo automotor. A impossibilidade de reabilitação deve ser atestada em laudo pericial.

Valor da indenização: o valor da indenização é de até R$ 13.500,00 por vítima. Variando conforme a gravidade das seqüelas e de acordo com a tabela do Seguro de Acidentes Pessoais.

Beneficiários: quem recebe a indenização por invalidez é a própria vítima do acidente.

Para informações de como solicitar a indenização por invalidez clique aqui

REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICO-HOSPITALARES DAMS

Situação coberta: reembolso de despesas médico-hospitalares pagas por pessoa física ou jurídica pelo tratamento de lesões provocadas por veículos automotores ou por cargas transportadas por esses veículos.
Valor do reembolso: o valor do reembolso é de até R$ 2.700,00 por vítima, variando conforme a soma das despesas cobertas e comprovadas, aplicando-se os limites definidos nas tabelas autorizadas pela Superintendência de Seguros Privados - SUSEP.

Beneficiários: o beneficiário em casos de DAMS é a própria vítima.

Para informações sobre como solicitar a indenização clique aqui
Beneficiários menores

Menor de 16 anos: a indenização será paga ao representante legal (pai/mãe) ou ao tutor.

Menor entre 16 e 18 anos: a indenização será paga ao menor desde que assistido por representante legal (pai/mãe) ou tutor. Em caso de tutor, é necessária a apresentação de Alvará Judicial.

CPRv TEM NOVO COMANDANTE.

Desde a última segunda-feira, dia 03, a CPRv tem novo Comandante, o Maj. Fábio Rolemberg que substitui o Maj. Carlos Rolemberg.

O atual Comandante assume o posto com o compromisso de dar continuidade ao excelente trabalho que foi desenvolvido pelos seus antecessores, bem como, melhorar ainda mais os serviços prestados pela Unidade em prol da sociedade sergipana.

O Maj. Fábio Rolemberg estava exercendo anteriormente o posto de Subcomandante do 8º Batalhão da PMSE.

terça-feira, 4 de maio de 2010

ATENÇÃO MOTORISTAS: RODOVIA JOSÉ SARNEY CEDE COM ÁGUA DAS CHUVAS.

Chuvas e ventos fortes faz parte da rodovia José Sarney, no Mosqueiro, ceder

Desde a última segunda-feira (3), além da ocorrência de ventos fortes, chove muito e intensamente na capital sergipana. E alguns bairros já respondem, novamente, a saturação climática. Na região do Mosqueiro, localizado na Zona de Expansão, por exemplo, as chuvas e os ventos fortes fizeram parte da rodovia José Sarney desabar.

Em frente ao condomínio residencial Praias do Sul, a água acumulada invadiu a rodovia e provocou uma cratera, e ainda destruiu parte de um bar. O risco de desabamento é grande e a pista pode ceder a qualquer momento. A força da correnteza fez abrir uma passagem na areia, iniciando da rodovia e seguindo em direção à água do mar. Quem passar pelo local deve ter muito cuidado.

Fonte: Emsergipe.com

Nota da CPRv: Desde a manhã de hoje a CPRv disponibilizou uma guanição para o local atingido, fazendo a obstrução da rodovia e sinalizando o local, com o objetivo de que o DER/SE possa efetuar os serviços de recuperação da via. Orientamos aos motoristas que transitam pelo local buscar outras vias alternativas como a Avenida Melício Machado por exemplo.

PROJETO QUE TRAMITA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS PERMITE CURSO DE HABILITAÇÃO DE MOTORISTA PELA INTERNET.

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 6506/09, do deputado Lincoln Portela (PR-MG), que permite que, nos cursos de formação de condutores, as aulas de direção defensiva, de conceitos básicos de proteção ao meio ambiente relacionados com o trânsito e de legislação de trânsito sejam realizados em modalidade não presencial, pela internet.

De acordo com o autor, apesar de uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) prever os cursos na modalidade não presencial, não há qualquer menção sobre a possibilidade de as aulas serem oferecidas pela internet. O uso da internet, segundo ele, tem se tornado o meio mais popular para a ações de educação e informação me razão da facilidade de acesso e dos custos reduzidos.

Resultados eficazes

Em sua opinião, o uso da internet possibilitará a modernização de técnicas de treinamento para a formação dos condutores, com resultados possivelmente mais eficazes que os atuais.

O projeto prevê que a permissão para os cursos pela internet será incluída no Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97), e a normatização será de responsabilidade do Contran.

Fonte: Agência Câmara

CHUVAS E ACIDENTES ATENTAM PARA A SEGURANÇA DOS MOTOCICLISTAS.

Conduzindo até debaixo d’água. Com a forte chuva que atingiu o país no último mês e todas as suas desastrosas consequências, os condutores tiveram que ter uma atenção a mais na hora de ir e voltar para casa: não se envolver em ocorrências de trânsito. Mas não houve jeito, os acidentes aumentaram em cerca de 30% e o tempo ainda não deu sinais de melhora.

Para o motociclista, a situação se torna ainda mais complicada, já que ele deve ter muita atenção ao passar em pontos vulneráveis a deslizamento de terra, aquaplanagens e até mesmo levar em conta a possibilidade de ser atingido por um raio, uma vez que os pneus para motocicletas não servem de isolantes.

Vale ressaltar, porém, que a chuva não é a única circunstância para que ocorram os acidentes envolvendo motocicletas. Na realidade, de acordo com o Denatran, 77% dos casos acabam acontecendo mesmo durante o dia e sem tempo chuvoso. Entre os principais fatores de risco estão o álcool, a desatenção dos motoristas dos outros veículos e a alta velocidade. Um item representativo, todavia, é a falta de atenção dada aos itens de segurança para se conduzir uma moto, prova disso é que 28% dos acidentados não estão utilizando nem ao menos o capacete no momento de uma ocorrência.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Motociclistas, Lucas Pimentel, para haver proteção, é indispensável o uso dos equipamentos de segurança. Esses itens incluem desde o capacete até calçado reforçado, passando por calça e jaqueta com proteção, além de luvas. “O uso dos equipamentos reduzem a gravidade dos ferimentos dos motociclistas em caso de envolvimento em acidentes”, afirma ele. Mas esses equipamentos nem sempre são usados. “Para os motociclistas, de um modo geral, parece que somente o uso do capacete está regulamentado como item de segurança”, completa Pimentel.

Esse tipo de pensamento por parte dos motociclistas leva a uma associação da moto com um veículo que pode ser conduzido sem atenção às normas. Foi o que aconteceu em Curitiba, no início do mês de abril, com o estudante Anderson Veiga Alves, de 14 anos. O jovem morreu após pegar a moto emprestada de um vizinho, perder o controle e bater violentamente contra um poste. O caso, além de chamar a atenção pela idade do garoto, alertou para a importância que se deve dar às normas do Código de Trânsito Brasileiro. O dono do veículo não só cedeu seu veículo a uma pessoa sem habilitação, como também não obtinha a documentação atualizada da moto, que foi apreendida.

E esse foi apenas um dos acidentes ocorridos na capital paranaense envolvendo motocicletas. Segundo dados do Bptran do Estado, estima-se que aconteçam 238 acidentes de moto com vítima por mês em Curitiba, o equivalente a oito por dia ou um a cada três horas.

Para o especialista em trânsito Celso Alves Mariano, esses acidentes ocorrem por dois fatores principais: a frágil formação dos motociclistas e a falta de reconhecimento de profissionais ligados às motocicletas. O primeiro dos fatores citados é explicado por Mariano como sendo uma falha geral do processo. “Por melhor que seja o CFC que esteja formando esse motociclista, passa-se por um processo frágil. A tendência do Brasil é ensinar para passar na prova e não necessariamente para formar condutores”, afirma.

Nesse contexto, a deficiência na formação da categoria A acaba se juntando ainda com a falta de reconhecimento da própria sociedade quanto aos profissionais que trabalham com moto. Segundo Mariano, é necessário que se passe a enxergar a motocicleta como um veículo útil. “Só a partir do momento em que houver uma cultura de não exploração e de respeito aos motoboys, deixará de existir resistência quanto ao uso de equipamentos obrigatórios e até mesmo de uma cobrança maior por parte da sociedade em relação a isso”, finaliza.

Fonte: Bruno Gabriel/Portal do Trânsito

SENASP CONVIDA MILITARES PARA A ELABORAÇÃO DO VADE MECUM DA SEGURANÇA PÚBLICA.

A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), através do Ofício Circular 071/DEPRO/SENASP/MJ, informa sobre a publicação Vade Mecum da Segurança Pública. O Vade Mecum da Segurança Pública Brasileira (VMS) tem como objetivo criar um legado escrito das ações implementadas pela Senasp no período de 2003 - 2010. O VMS será uma fonte de consulta de ações implementadas e boas práticas, inclusive em níveis estaduais e municipais.

A publicação será uma fonte segura de conhecimento acumulado, contendo os principais avanços, desafios e perspectivas no cenário nacional de segurança pública, à disposição futura de gestores, profissionais do Estado e membros da sociedade civil que atuam no campo segurança pública.

Serão publicadas 2.000 tiragens do livro, com até 1.000 páginas, com serviços editoriais contendo paginação, diagramação, arte visual, criação de capa, revisão ortográfica da obra e catalogação na base ISSN (International Standard Serial Number ou Número Internacional Normalizado para Publicações Seriadas).

A obra será composta de dois cadernos. O primeiro, denominado Sumário Executivo, conterá os resumos das diversas ações por eixo temático. No segundo caderno, intitulado Memorial Descritivo, cada resumo será amplamente descrito em formato de um artigo. Para cada ação desenvolvida pela Secretaria de Estado deverá ser enviado, obrigatoriamente, resumo e artigo.

O Sumário Executivo será para consultas rápidas, enquanto o Memorial Descritivo será para conhecimento detalhado e específico de cada ação. O lançamento do Vade Mecum está previsto para o mês de outubro de 2010. Neste sentido, a Senasp formalizou convite a parceiros da Secretaria de Estado da Segurança Pública, em especial integrantes da Polícia Militar do Estado de Sergipe, para participar da citada obra, enviando resumos e os artigos no âmbito de uma ou mais temáticas abaixo relacionadas:

- Educação;

- Qualidade de vida;

- Pesquisa;

- Gestão da informação;

- Políticas, Programas e Projetos;

- Financiamento;

- Prevenção;

- Grupos vulneráveis;

- Polícia comunitária;

- Juventude;

- Repressão qualificada do crime;

- Doutrina;

- Grandes eventos;

- Boas práticas dos Estados;

- Boas práticas dos Municípios;

- Legislação;

- Força Nacional;

- Sistema penitenciário.

O prazo para envio se estende até o dia 28 de maio de 2010, devendo o material ser enviado pelo e-mail vade.mecum@mj.gov.br. É necessário ressaltar que para cada artigo deve corresponder um resumo.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

COMISSÂO APROVA DIVULGAÇÃO DE MATERIAL EDUCATIVO POR MONTADORAS.

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou no dia 30 de abril proposta que obriga as montadoras de automóveis a incluir no manual do proprietário do veículo a Cartilha Nacional de Educação no Trânsito, além de dados sobre o número de mortes causadas por acidentes de trânsito no País. O projeto altera o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97). O PL 6322/09, do deputado Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), foi aprovado com duas emendas do relator, deputado Dr. Ubiali (PSB-SP).

A primeira emenda alterou a fórmula de cálculo para aplicação de multas às montadoras em caso de descumprimento da nova regra. Pelo novo texto, a empresa infratora deverá pagar o equivalente a 0,1% de seu faturamento líquido anual. No projeto original, o valor a ser pago tinha como base o número de veículos comercializados pela empresa ao ano. Para Dr. Ubiali, a mudança facilita o cálculo da pena.

A emenda também acrescentou à proposta uma gradação de sanções às montadoras que não distribuírem a cartilha nem as estatísticas de acidentes obrigatórias. Dessa forma, a primeira infração gerará pena de advertência, a segunda, multa de 0,1% do faturamento anual e da terceira infração em diante, multa dobrada. O relator alega que a alteração “deve dar oportunidade para que as empresas corrijam uma eventual falha, antes que se aplique a multa”.

A segunda emenda apenas retirou do texto um parágrafo para ajuste de redação. “Treze anos após a publicação do código, os problemas relativos à segurança do trânsito se intensificaram. Assim, medidas que visem à ampliação do acesso à informação e da educação no trânsito merecem ser louvadas”, defendeu o relator.

Tramitação

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será ainda analisado pelas comissões de Viação e Transportes e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara/Portal do Trânsito

domingo, 2 de maio de 2010

VENDAS RECORDE DE MOTO AUMENTA O NÚMERO DE MOTORISTAS SEM HABILITAÇÃO.

O crescimento das vendas de motocicletas e do poder de compra das classes com menor renda no Nordeste, agora com acesso fácil a linhas de crédito, criou um boom nos últimos anos no número de condutores sem habilitação em municípios do interior.

A Folha visitou localidades como Paripiranga (BA), na divisa com Sergipe, onde o Detran-BA registra um motorista habilitado para cada 112 veículos. Na vizinha Adustina (BA), a proporção chega a 1 para 39.

No Ceará, ao menos 15 municípios têm cinco vezes ou mais veículos que condutores que possuem a CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Para autoridades na gestão do trânsito no Nordeste, a situação é agravada por fatores como falta de fiscalização, custo para tirar uma habilitação (R$ 600, em média), pequena quantidade de municípios onde se emite CNH e contexto de programas de transferência de renda, linhas de crédito e aumento no poder de compra.

Todas as cidades do interior do país têm, ao menos, um cemitério, uma praça e uma igreja. Atualmente, no Nordeste, grande parte delas registrou também a inauguração de uma loja de motos populares.

No município de Cipó (BA), o agricultor Hamilton Antônio dos Santos, 45, vendeu no ano passado um burro e um jegue para ajudar a pagar o consórcio de uma motocicleta, em 72 prestações. Ele ainda não tirou habilitação para dirigi-la.

"Ou uma coisa ou outra. Como não consigo pagar os dois ao mesmo tempo, decidi comprar a moto primeiro", afirmou. Segundo os cálculos dele, que não podem deixar de lado a alimentação da mulher e de dois filhos, só deve sobrar dinheiro para tirar a habilitação em 2014.

Fonte: Agência Folha (Matheus Magenta)