sexta-feira, 30 de julho de 2010

AMORTECEDORES: SAIBA USAR E SUBSTITUIR NA HORA CERTA.

A importância dos amortecedores é indiscutível: são eles que controlam as oscilações sofridas pelas molas da suspensão, fazendo o carro se estabilizar após uma freada, uma irregularidade no asfalto ou uma lombada. Algumas dicas de uso e substituição:

Condições suaves
Quando houver opção, escolha os caminhos menos irregulares -- quando menos os amortecedores trabalharem, mais vão durar. Em terrenos difíceis transite mais devagar e supere lombadas em velocidade compatível. Passar rápido pelas irregularidades pode parecer mais confortável, mas a suspensão sofre mais.

Conjunto em equilíbrio
A suspensão deve estar em ordem para que um componente não prejudique os demais. Uma bucha danificada transmite mais impactos, enquanto molas arriadas (que cederam com o peso do veículo e da carga após algum tempo) facilitam
com que os amortecedores atinjam o fim de curso, quando podem ser comprometidos.

O mito dos 30 mil
Há até fabricante que recomenda substituí-los a cada 30 mil km, mas a quilometragem depende do uso que você faz. Em condições suaves, o amortecedor pode permanecer eficiente por 50 mil km ou mais. O teste correto é feito em oficina com aparelho apropriado, mas você pode balançar os extremos do carro e soltar: o adequado é que balancem mais uma vez e meia -- mais que isso, podem estar vencidos.

Troque aos pares
Se não for possível substituir todos os amortecedores, troque ao menos os pares -- dianteiros ou traseiros. Manter um novo e um desgastado no mesmo eixo pode comprometer a segurança em freadas.

É mesmo culpa dele?
É comum que o amortecedor leve a culpa de ruídos, instabilidade ou desgaste desigual de pneus. E, em muitos casos, o problema está em outros componentes da suspensão -- molas, buchas, etc. -- ou mesmo no alinhamento da direção. Antes da troca, examine a suspensão e confira se a solução não é obtida com um serviço ou substituição menos onerosos.

Recondicionado
Embora seja possível recuperar um amortecedor, é um processo caro e que só se justifica em casos especiais, como veículos antigos e importados raros. Muito do que se encontra por aí são amortecedores ruins que receberam novo óleo -- ou mesmo só uma repintura. Em regra, é melhor ficar com um original e novo.

Fonte: Best Cars Web Site

terça-feira, 27 de julho de 2010

CPRv DIVULGA BALANÇO DOS ACIDENTES REGISTRADOS DURANTE O ÚLTIMO FINAL DE SEMANA NAS RODOVIAS ESTADUAIS.

A CPRv durante o último final de semana, no período compreendido entre os dias 23 a 25 de julho, registrou 08 acidentes, sendo 5 somente com danos materiais, 2 com vítimas fatais e 1 com uma vítima lesionada.

Confira abaixo o detalhamento dos acidentes registrados:

DIA 23:

- Colisão frontal na rodovia SE-290, no município de Itabaianinha (Povoado São Bento), envolvendo um caminhão ford/f4000, uma motocicleta honda/cg150 e um fiat/500 louge. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 60. Houve uma vítima fatal no acidente.


DIA 24:

- Abalroamento transversal na rodovia SE-050, município de Aracaju, envolvendo um fiat/uno e uma motocicleta shineray. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 30. Houve somente danos materiais.

- Colisão frontal na rodovia SE-100, município de Aracaju, envolvendo um nissan/sentra e um ford/fiesta. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 30. Houve somente danos materiais.

- Colisão traseira na rodovia SE-270, no Povoado Olhos D'Água, envolvendo um veículo gm/celta. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 70. Houve somente danos materiais.

- Colisão traseira na rodovia SE-100, município de Barra dos Coqueiros (Praia da Costa), envolvendo um fiat/stilo e um fiat/strada. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 80. Houve somente danos materiais.


DIA 25:

- Saída de pista seguida de choque na rodovia SE-170, município de Lagarto, envolvendo um ford/focus. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 10. Houve somente danos materiais.

- Abalroamento transversal na rodovia SE-170, município de Lagarto, envolvendo uma motocicleta honda cg e uma outra motocicleta também honda cg-125. Ocorrência atendida pelo posto Jagar 10. Houve uma vítima lesionada.

- Atropelamento de pedestre na rodovia SE-270, município de Itaporanga D'Ajuda, envolvendo um veículo não identificado que se evadiu do local. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 10. Houve uma vítima fatal.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

QUANDO SE DEVE SUBSTITUIR AS PALHERAS DO PÁRA-BRISA.


Trocar as palhetas do limpador de pára-brisa é uma tarefa simples e essencial para dirigir com tranquilidade em dias de chuva, garantindo visibilidade e segurança.

Manter os automóveis limpos, trocar pneus e pastilhas de freio e dar aquela geral no motor são tarefas que os motoristas costumam realizar periodicamente. No entanto, até os mais atentos costumam se esquecer de um acessório simples, mas de fundamental importância: as palhetas do limpador de pára-brisa.

Afinal, estar em meio a uma chuva forte e perceber que o limpador não consegue assegurar uma boa visibilidade, além de ser desagradável, é também muito perigoso. Por isso, a palheta é considerada item de segurança e é fundamental trocá-la pelo menos uma vez ao ano. Mas se você pensa que elas duram pouco, imagine que, durante sua vida útil, cada palheta limpa uma área equivalente a 60 campos de futebol. Isto é igual a 500 mil ciclos ou cerca de 800 quilômetros!

Vejam abaixo as situações que mostram quando devem ser feitas as trocas das palhetas:

Problemas no pára-brisa


Problemas nas palhetas

segunda-feira, 19 de julho de 2010

CPRv DIVULGA BALANÇO DOS ACIDENTES REGISTRADOS NO ÚLTIMO FINAL DE SEMANA.

Durante este final de semana no período compreendido entre os dias 16 a 18 do corrente mês e ano, a CPRv registrou 07 acidentes, dos quais 05 tiveram vítimas lesionadas e 02 somente danos materiais.

Confiram os dados das ocorrências abaixo:


DIA 16:

- Colisão traseira na rodovia SE-170, múnicípio de Salgado, envolvendo um caminhão e um siena. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 10. Houve somente danos materiais.


DIA 17:

- Saída de pista seguida de choque na rodovia SE-240, município de Ribeirópolis, acidente ocorrido com um veículo gol. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 20. Houve uma vítima com lesões.

- Choque na rodovia SE-050, município de Aracaju, acidente envolvendo uma motocicleta honda/twister. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 30. Houve uma vítima lesionada

- Colisão traseira na rodovia SE-270, município de Simão Dias, envolvendo um gol e um chevette. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 70. Houve uma vítima lesionada.

- Atropelamento de animal na rodovia SE-270, acidente envolvendo uma motocicleta honda/nxr. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 70. Houve duas vítimas lesionadas.


DIA 18:

- Saída de pista seguida de atropelamento de pedestres na rodovia SE-230, município de Nossa Senhora das Dores, acidente envolvendo um veículo peugeot. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 20. Houve quatro vítimas lesionadas.

- Saída de pista na rodovia SE-175, município de Ribeirópolis, acidente envolvendo um veículo palio. Ocorrência atendida pelo posto Jarguar 20. Houve somente danos materiais.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

A CPRv DÁ ALGUMAS DICAS DE COMO DIRIGIR NA CHUVA.

Dirigir em dias de chuva requer muita atenção, pois a visibilidade é reduzida em torno de 40% e a capacidade de manobras também é prejudicada. Muitos motoristas não dão a devida atenção a essas informações e, por isso em dias chuvosos os números de colisões entre veículos aumenta em torno de 30 % em algumas cidades.

Como estamos num período bastante chuvoso, a CPRv dá algumas dicas para o motorista poder dirigir tranquilo em dias de chuva:

■ Ande sempre com os faróis ligados;

■ Verifique os limpadores de para brisas e o desembaçador;

■ Trafegue com velocidade 30% a menos que em dias de sol;

■ Mantenha distância do veículo que trafega a sua frente, pois em dias de chuva é necessário o dobro do espaço dos dias ensolarados para frear o carro, seja prudente;

■ Comece a frear a uma distância para manter a segurança, não faça manobras bruscas;

■ Verifique os freios do seu carro, pois o asfalto molhado prejudica a frenagem;

■ Para trafegar em ruas alagadas é importante que a altura da água seja inferior ao cano de escape, engate uma marcha de força primeira ou segunda é vá atravessando a rua onde está alagada, não pare o veiculo. Não é necessário passar ligeiro, só acelere constantemente até atravessar, pois acelerando constantemente vai evitar que a água entre pelo cano de escape;

■ Mantenha os pneus calibrados na pressão correta;

■ Os primeiros 30 minutos de chuva são os mais perigosos, pois a poeira acumulada na rua juntamente com os resíduos de óleos que são jogados pelos carros mais a água da chuva, deixam o asfalto escorregadio.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

CPRv PRENDE MAIS UM CONDUTOR EMBRIAGADO.

Ontem, dia 14, no município de Barra dos Coqueiros, policiais da CPRv (Posto Policial Rodoviário – Jaguar 80), por volta das 17:30 h, realizavam uma fiscalização de trânsito, quando abordaram um veículo de placa policial HZV-8644, modelo FIAT/ Uno Mille Fire.

De acordo com o relato dos policiais que estavam no momento, o condutor saiu do veículo e de forma grosseira começou a agredir os policias com palavras de baixo calão, foi quando a guarnição percebeu que o mesmo poderia estar embriagado e de forma educada solicitou que o mesmo realizasse o teste de alcoolemia “bafômetro”, o mesmo em primeiro momento se negou a realizar o exame e após alguns minutos este concordou em realizar o teste sendo comprovado o estado de embriaguez do mesmo, obtendo o resultado de 1,15mg/l.

Desta forma os policiais agiram de acordo como previsto em lei, enquadrado o condutor no artigo 165 combinado com o 277 e o 306 do CTB, fazendo o recolhimento da sua CNH e conduzindo-o posteriorrmente para a delegacia plantonista para a lavratura do flagrante por ingestão de bebida alcoólica.

O Ten. Ricardo Santos, que responde pelo subcomando da CPRv, informa que essa é a 46ª prisão, desde a implantação da “Lei Seca”, e alerta mais uma vez a todos os condutores de veículos que a CPRv continuará a realizar fiscalização no sentido de coibir que motoristas dirijam os seus veículos em desacordo com o art. 165 do CTB.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

CPRv RECUPERA VEÍCULO COM RESTRIÇÃO DE ROUBO E FURTO EM INDIAROBA.

Policiais militares da Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv) recuperaram na madrugada de quarta feira, dia 14 por volta das 04:30h, um veículo GM Celta com restrição de roubo e furto nas proximidades do Posto Policial daquele município, de placa policial JLP-4477.

A guarnição da CPRv, juntamente com a Fiscalização Fazendária realiza uma blitz de abordagem aos veículos que transitavam naquela rodovia, quando foi surpreendido pelo veículo citado acima que transpôs o bloqueio policial. Após perseguição o mesmo foi encontrado abandonado na rodovia e os supostos assaltantes fugiram tomando destino ignorado pela guarnição. Após recolher o veículo para o Posto Policial, os policiais identificaram o carro com restrições de roubo e furto.

Esse trabalho desenvolvido pela CPRv em horários pouco esperados por alguns ajuda muito ao combate de veículos furtados ou roubados em nosso estado ou estados vizinhos. O Comandante da CPRv esclarece que fiscalizações deste tipo continuarão a acontecer principalmente em Postos de fronteiras.

terça-feira, 13 de julho de 2010

DENATRAN ABRE INSCRIÇÕES PARA O X PRÊMIO DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO.

Estão abertas as inscrições para a 10ª edição do Prêmio Denatran de Educação no Trânsito que elege anualmente os melhores trabalhos produzidos sobre o tema Trânsito. O concurso, promovido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), tem o objetivo de incentivar diversos setores da sociedade a refletirem sobre aspectos relativos à segurança, ao respeito e a cidadania no trânsito.

Para participar o interessado deve fazer a inscrição na página eletrônica do Denatran até 31 de agosto. Após a confirmação dos dados, o candidato deverá encaminhar o trabalho, juntamente com a ficha de identificação gerada no ato da inscrição, para o endereço do Denatran. Os trabalhos enviados deverão seguir os critérios de cada categoria especificada no edital.

Este ano as categorias são divididas em Pré-escola, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos, Educação Especial, Educador, Educação no Trânsito, Obra Técnica e Cidadania.

Além da premiação, que varia de R$ 2 mil a R$ 8 mil, a depender da categoria e do lugar de colocação, o vencedor receberá um certificado. O resultado do Prêmio será divulgado no dia 12 de novembro por meio sítio do Denatran http://www.denatran.gov.br/. Os premiados também serão informados via e-mail, fax ou telefone.

Em 2009 foram premiados 29 trabalhos produzidos por representantes de Alagoas, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, São Paulo, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A Prefeitura Municipal de Guará/SP foi homenageada por ter enviado o maior número de trabalhos.

Tanto os trabalhos quanto os envelopes não poderão ter identificação do participante.

Os trabalhos devem ser identificados com o número identificador gerado no ato da inscrição.

Cada participante poderá concorrer com um trabalho e em uma categoria.

Regulamento e inscrições no site: http://www.denatran.gov.br/

Os trabalhos devem ser enviados para:

Ministério das Cidades - Departamento Nacional de Trânsito (Denatran)

SAUS Quadra 01, Lote 1/06, Edifício Telemundi II, 5º andar – sala 506. CEP: 70.070-010 – Brasília DF.

DENATRAN FIRMA ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA COM A ANTT.

Com o objetivo de informatizar e aperfeiçoar os dados estatísticos referentes à frota comercial de veículos de carga, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) firmou Acordo de Cooperação Técnica com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Com o Acordo haverá intercâmbio de informações entre os dois órgãos, com atualização dos dados por meio do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

A troca de informações entre a ANTT, responsável por gerir o Registro Nacional de Transportadores Rodoviário de Cargas (RNTRC), e o Denatran, administrador do Sistema RENAVAM, que possui banco de dados com informações sobre a frota de veículos, incluindo os de carga, vai contribuir para o aprimoramento dessas informações e eliminação de dados conflitantes desse tipo de estatística.

Assim, o Acordo de Cooperação Técnica permitirá uma atualização mais rápida e eficaz das informações referentes às frotas dos transportadores que exercem a atividade de prestação do serviço rodoviário de cargas por conta de terceiros e mediante remuneração.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

CPRV DIVULGA BALANÇO DO FINAL DE SEMANA NAS RODOVIAS ESTADUAIS.

Durante este último final de semana no período compreendido entre 09 a 11 de julho a CPRv registrou 11 acidentes, sendo 08 com danos materiais e 03 com vítimas lesionadas.  A maioria dos acidentes ocorreu no Povoado Colônia Treze, município de Lagarto, onde o motorista deve ter mais atenção, devido às obras que estão ocorrendo na rodovia.

Confiram o resumo geral abaixo:

Dia 09:

- Abalroamento transversal na rodovia SE-270, Povoado Colônia Treze, município de Lagarto, entre um caminhão e um corsa. Houve somente danos materiais. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 10.

- Colisão traseira na rodovia SE-100, Lagoa do Prata, município de Japaratuba, entre um palio e um gol. Houve somente danos materiais. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 80.

- Abalroamento transversal na rodovia SE-100, município de Indiaroba, entre uma caminhonete S-10 e um palio. Houve somente danos materiais. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 60

- Colisão traseira na rodovia SE-449, na ponte entre os municípios de Aracaju e Barra dos Coqueiros, entre um corolla e um polo. Houve somente danos materiais. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 80.


Dia 10:

- Saída de pista seguida de capotamento na rodovia SE-270, Povoado Colônia Treze, município de Lagarto, com um veículo gol. Houve uma vítima lesionada. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 10.

- Abalroamento transversal na rodovia SE-285, Povoado Candeias, entre uma motocicleta e um chevette. Houve somente danos materiais. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 10.

- Abalroamento longitudinal na rodovia SE-270, município de Lagarto, entre uma motocicleta e um gol. Houve somente danos materiais.


Dia 11:

- Abalroamento transversal na rodovia SE-270, Povoado Colônia Treze, município de Lagarto, entre duas motocicletas. Houve uma vítima com lesões. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 10.

- Abalroamento transversal na rodovia SE-270, município de Lagarto, entre um gol e uma motocicleta. Houve uma vítima com lesões. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 10.

- Saída de pista na rodovia SE-175, Povoado Taxa, município de Monte Alegre, com um honda civic. Houve somente danos materiais. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 20.

- Colisão traseira na rodovia SE-100, próximo ao Bar Patati, município de Aracaju, entre um fiat punto e um eco sport. Houve somente danos materiais. Ocorrência atendida pelo posto Jaguar 30.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

VOTAÇÃO DE RELATÓRIO SOBRE MUDANÇAS NO CÓDIGO DE TRÂNSITO É ADIADA.

Por falta de quórum, a subcomissão especial criada para promover a revisão do Código de Trânsito Brasileiro (CTB - Lei 9.503/97) adiou para data ainda a ser definida a votação do parecer do relator, deputado Marcelo Almeida (PMDB-PR), prevista para esta terça-feira. Entre os pontos polêmicos da proposta, está a supressão, no código, do índice de alcoolemia para motoristas. Atualmente, o limite permitido é de até seis decigramas de álcool por litro de sangue.

Pela proposta, esse índice deverá ser estipulado pelo Poder Executivo. Caso o motorista se recuse a realizar o teste de alcoolemia, conforme o texto, o agente de trânsito poderá comprovar o crime analisando a ausência de reflexos ou a excitação provocadas pelo álcool, por exemplo.

Segundo Marcelo Almeida, o Ministério da Justiça demonstrou preocupação com essa mudança, pois deixará de existir um parâmetro para a defesa dos motoristas. Entretanto, lembra o relator, muitos motoristas já se recusam a fazer o chamado teste do bafômetro. "Queremos retirar a possibilidade de o condutor produzir provas contra si mesmo", esclarece.

Penalidades mais rígidas

A proposta também altera a pena – de detenção para reclusão - para motoristas que conduzem embriagados. Conforme explica o relator, trata-se de punição mais grave, pois poderá ser cumprida em regime fechado. Com a detenção, ao contrário, o condenado fica em regime semiaberto ou aberto.

O substitutivo do relator, que analisou 171 propostas, também criminaliza o que ele denominou de “direção suicida ou homicida”. Pelo texto, essa conduta consiste em dirigir em via pública com temeridade manifesta e desapreço consciente à vida alheia. A pena prevista, nesse caso, é de reclusão de três a dez anos, com suspensão ou proibição de se obter a permissão ou habilitação para dirigir, e multa. Para Almeida, embora esse artigo também tenha causado polêmica, significa uma inovação importante. "É um exemplo que está dando muito certo na Espanha", sustenta.

Dentre as 96 alterações previstas no código, consta ainda a transformação do ato de falar ao celular enquanto dirige em infração grave – a penalidade permanece como multa. Hoje essa conduta representa infração média. Além disso, o texto transforma o valor das multas previstas no código em reais. Atualmente, elas ainda são expressas em UfirsIndexador criado em 1991 em substituição ao extinto BTN, como medida de valor e parâmetro de atualização monetária de tributos e de valores expressos em cruzeiros na legislação tributária federal e os relativos a multas e penalidades de qualquer natureza. A Ufir foi extinta por medida provisória em 2000, mas continua sendo utilizada como medida de atualização monetária de tributos, multas e penalidades relacionadas a obrigações com o poder público. O último valor da Ufir federal é R$ 1,0641, fixado em janeiro de 2000. O estado do Rio continua a atualizar sua própria Ufir, por meio de resoluções da Receita estadual..

Semáforos para daltônicos

O texto apresentado também prevê a atualização de dispositivos em todos os semáforos brasileiros para atender os daltônicos, que, segundo o relator, são quase 15 milhões de brasileiros. Almeida sugere a fixação de figuras geométricas em material transparente sobre os sinais luminosos. Para a cor vermelha, o quadrado; para o amarelo, o triângulo; e para o verde, o círculo.

O relator também destacou uma sugestão feita ao Executivo para conceder isenção de IPI aos equipamentos de segurança infantil – bebê conforto, cadeirinha e assento elevado. "O que se perde com arrecadação é muito pouco. Já que o carro está tão barato, vamos conceder incentivos também para a segurança", propôs.

Fonte: Agência Câmara

quinta-feira, 8 de julho de 2010

PROJETO DE LEI QUE TRAMITA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS PREVÊ DESCONTO PARA MOTOCICLISTA NO SEGURO DPVAT.

Motociclistas e donos de veículos tais como motonetas e similares poderão ter desconto de até 50% no valor do seguro Dpvat caso seja aprovado o projeto de lei de autoria do deputado Carlos Zarattini (PT/SP) que altera a Lei 6.194/74, a qual regulamenta esse seguro. O parlamentar sugere que tenham direito a esse desconto os donos dos veículos classificados na categoria 9 (motocicletas, motonetas, ciclomotores, etc) que não apresentarem registro de acidentes com ocorrência de danos pessoais no período de doze meses anteriores ao vencimento seguro Dpvat.

O deputado argumenta que o seguro Dpvat, de fato, constitui importante mecanismo à disposição dos cidadãos para ressarcimento de prejuízos causados por acidentes envolvendo veículos automotores, o que justifica o seu caráter obrigatório. Ele frisa, contudo, que chama a atenção a disparidade entre o valor do seguro cobrado das motocicletas comparado com o que se cobra dos automóveis. “Embora se possa admitir que as motocicletas sejam de fato mais inseguras que os automóveis, parece-me que essa relação, a qual chega a quase de três para um, está um pouco desproporcional”, observa.

O deputado diz ainda que a proposta não pretende imiscuir-se nos critérios técnicos de definição dos valores. Segundo ele, a intenção é estabelecer um mecanismo que, em primeiro lugar, pode trazer o valor do seguro cobrado das motocicletas ao patamar de sua real contribuição no total dos acidentes de trânsito verificados no país e, consequentemente, no total das indenizações pagas. “O mais importante, contudo, é o estímulo que esse dispositivo traz aos motociclistas para uma condução mais segura, uma vez que isso lhe trará o benefício de pagar apenas a metade do valor do prêmio tarifário do Seguro Dpvat”, frisa o parlamentar.

Fonte: Agência Câmara

quarta-feira, 7 de julho de 2010

FÉRIAS DE JULHO: PRECAUÇÃO É O MELHOR CAMINHO.

Na hora de pegar a estrada para viajar – prática muito comum durante o mês de julho, por conta do intervalo escolar – é importante tomar alguns cuidados básicos, que começam pela revisão do veículo e certificação de que todos os passageiros estão seguros.

Neste caso, a prevenção faz toda a diferença. Embora as falhas mecânicas correspondam a uma pequena parcela das causas de acidentes, a manutenção do motor, pneus e freios pode impedir colisões. Nenhum planejamento ou cuidado com o veículo, no entanto, é suficiente, caso o motorista e os passageiros ignorem as leis de trânsito. Usar os dispositivos de segurança, respeitar a sinalização e dirigir dentro dos limites de velocidade são exigências mínimas.

Segundo o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), em 2008, foram registradas 22.472 vítimas não fatais de acidentes de trânsito, com idade entre zero e 12 anos e 802 vítimas fatais de mesma faixa etária. Tema da campanha da Semana Nacional de Trânsito, do Denatran destaca a importância do uso do cinto de segurança – uma medida simples que pode salvar vidas: uso do cinto pelo condutor e pelo passageiro do banco dianteiro reduz em 50% o risco de morte em uma colisão de trânsito.

Apesar disso, um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia indica que apenas 11% dos passageiros utilizam o cinto no banco traseiro. O risco de morte de um condutor utilizando o cinto de segurança, como resultado de um passageiro do banco traseiro sem cinto, é cinco vezes maior do que seria se esse passageiro estivesse retido pelo cinto.

Segundo Marcus Romaro, gerente técnico do CESVI BRASIL – Centro de Experimentação e Segurança Viária, o uso do cinto de segurança aliado a outros dispositivos, é bastante eficaz. “O cinto de segurança proporciona um alto índice de proteção, porém dependendo da intensidade da colisão, existem casos em que o peito do motorista ou do passageiro pode tocar o volante ou até mesmo o painel”, avalia. Segundo ele: “Nessas situações, o air bag atua minimizando ainda mais os riscos de lesões graves e/ou fatais. Além de segurar o corpo dos ocupantes para dar tempo que a bolsa do air bag infle totalmente, o cinto de segurança garante a trajetória segura dos mesmos em direção à bolsa”, completa.

Dados do CESVI (2008) apontam que, considerando apenas os condutores de automóveis e caminhonetas, o potencial do air bag pode salvar a vida de aproximadamente 490 pessoas (1,4% dos 35 mil que morrem por ano) que hoje morrem no trânsito no Brasil, ou evitar ferimentos em mais de 10 mil pessoas, em média, proporcionando um impacto econômico positivo de cerca de 315 milhões de reais por ano.

Isso significa que, se a taxa de adesão ao uso do cinto de segurança aumentasse em 10%, aproximadamente 1.600 mortes poderiam ser evitadas por ano.

CHECK LIST - Verificar faróis e luzes, pneus e estepe, freios e suspensão, combustível e óleo, os limpadores de para-brisas. Dê atenção especial ao sistema elétrico do automóvel e, por fim, veja se os seus documentos e do veículo estão em dia.

NA ESTRADA – Respeite o limite de velocidade da pista e tome cuidado com pedestres e ciclistas nas áreas urbanas das rodovias para evitar acidentes. Sempre que for ultrapassar algum veículo, dê seta e deixe-a ligada. Antes de passar por caminhões e ônibus, dê uma leve piscada de farol ou um toque na buzina. Quando estiver dirigindo sob neblina, nunca ligue os faróis altos, ele só prejudica a visibilidade. O correto é ligar os faróis baixos ou, se possuir, os faróis de neblina.

CAMPANHA CHEGA DE ACIDENTES

Oriunda de um Plano Nacional de Segurança Viária no Brasil, a campanha Chega de Acidentes objetiva expor a insegurança no trânsito do país. Para isso, um relógio virtual estima a evolução da quantidade de vítimas fatais e não fatais no Brasil e o impacto econômico dos acidentes e suas vítimas. A contagem começou no início da Semana Nacional de Trânsito 2009, dia 18 de setembro e continuará até que o Plano seja implantado.

O movimento é realizado pela Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego); ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos) e Cesvi Brasil e contacom diversas entidades apoiadoras. “A Perkons apóia esta iniciativa porque luta pela preservação da vida. O número de vítimas fatais em decorrência de acidentes de trânsito ainda é muito alto no Brasil. Acreditamos que somente a combinação de políticas e leis adequadas, fiscalização e educação, é que pode mudar este quadro. A sociedade precisa se sensibilizar para isto”, diz o diretor da Perkons, Walter Alberto Schause.

Fonte: Portal do Trânsito

segunda-feira, 5 de julho de 2010

PROJETO PREVÊ MAIOR RIGOR PARA TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS.

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 7173/10, do Senado, que determina que o transporte de produtos perigosos obedeça a legislação federal específica, a ser elaborada pelos órgãos responsáveis de cada setor. O objetivo é ampliar os cuidados e evitar riscos à população, a proposta também exige o respeito às normas já vigentes estabelecidas pela Lei 11.442/07, que regula o transporte rodoviário de cargas.

Da iniciativa do senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), o projeto busca impedir interpretações inadequadas da lei e prevenir casos de negligência. Segundo o senador, alguns operadores do transporte de carga têm desconsiderado normas específicas para casos de cargas perigosas, definidas pelas agências nacionais de transportes terrestres (ANTT) e aquaviários (Antaq). Eles argumentam que, desde a implantação da Lei 11.442/07, a prestação dos serviços estaria regulamentada apenas por essa nova legislação.

O projeto aprovado pelo Senado assegura à ANTT e à Antaq a atribuição de regulamentar o transporte de mercadorias perigosas, em articulação com os órgãos de preservação ambiental. Além disso, o projeto federaliza a regulamentação do transporte de produtos perigosos, para “evitar a proliferação de regras estaduais”.

Tramitação

Sujeito à análise conclusiva, o projeto tramita em regime de prioridade e foi distribuído às comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara

sexta-feira, 2 de julho de 2010

TEMA DA SEMANA NACIONAL DO TRÂNSITO: CINTO DE SEGURANÇA E CADEIRINHA.

video
A redução das lesões e mortes no trânsito é um desafio mundial. Mais de um milhão de pessoas de todas as nações são vítimas fatais de acidentes de trânsito. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), há cinco fatores que causam o maior número de mortes e lesões no trânsito entre os quais está a não utilização do cinto de segurança.

No Brasil, em 2008, de acordo com pesquisa da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), 88% dos ocupantes dos bancos dianteiros de veículos automotores utilizam o cinto de segurança. Provavelmente, este comportamento reflete ações de educação e fiscalização de trânsito que mobilizaram os cidadãos de forma eficiente. Prática de notável relevância para segurança do trânsito brasileiro haja vista que o uso do cinto pelo condutor e pelo passageiro do banco dianteiro reduz em 50% o risco de morte em uma colisão de trânsito.

Apesar disso,o mesmo estudo realizado pela SBOT indica que apenas 11% dos passageiros utilizam o cinto no banco traseiro. O risco de morte de um condutor utilizando o cinto de segurança, como resultado de um passageiro do banco traseiro sem cinto, é cinco vezes maior do que seria se esse passageiro estivesse retido pelo cinto.

Os acidentes de trânsito representam a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos no Brasil. Em 2008 foram registradas 22.472 vítimas não fatais de acidentes de trânsito, com idade entre 0 e 12 anos de idade e 802 vítimas fatais de mesma faixa etária (Dados Denatran).

Dentre estes acidentes de trânsito, estão os que vitimam a criança na condição de passageira de veículos. Neste caso é exatamente o uso do dispositivo de retenção, popularmente conhecido como bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação, que pode diminuir drasticamente as chances de lesões graves – e de morte – no caso de uma colisão.

O uso do cinto de segurança não é a forma mais segura para transporte de crianças em veículos, pois foi desenvolvido para pessoas com no mínimo 1,45 de altura. Por este motivo é necessário o uso de um dispositivo de retenção adequado às condições da criança.

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) realizou um levantamento de dados constituídos a partir da pesquisa “A balada, a carona e a Lei Seca”, realizado em 2009, em seis capitais brasileiras, onde registrou que apenas 2 em cada 10 jovens do ensino médio usam SEMPRE o cinto de segurança.

Nesse sentido, trabalhar pela utilização do cinto de segurança e dos dispositivos de retenção adequado às condições da criança é um desafio; um compromisso a ser assumido por todos os profissionais da área. Além de diminuir a taxa de mortalidade em acidentes, o cinto de segurança reduz a severidade das lesões sofridas pelos ocupantes do veículo em uma colisão. Acrescenta-se ainda que o cinto previne a ejeção de condutor e passageiros do veículo, comum em capotamentos. De acordo com o American College of Emergency Physicians, 44% dos passageiros que viajavam sem cinto e que morreram foram ejetados, parcial ou totalmente, do veículo.

Importante considerar que a prevenção de mortes e lesões no trânsito a partir da utilização do cinto de segurança impacta diretamente nos custos hospitalares e demandas de reabilitação.

O tema “CINTO DE SEGURANÇA E CADEIRINHA”, da Semana Nacional de Trânsito de 2010, possibilitará que os órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito promovam, à população em geral, ações de segurança a partir de um aspecto pontual. É uma oportunidade para suscitar reflexões, incentivar discussões e criar atividades que explorem com profundidade a real importância e necessidade do uso do cinto de segurança e dos dispositivos de retenção adequado às condições da criança.

ALFREDO PERES DA SILVA
Presidente do Contran e Diretor do Denatran