domingo, 12 de setembro de 2010

EMBRIAGUEZ CORRESPONDE A 57% DAS CNHs APREENDIDAS.

Mais da metade das CNHs apreendidas devem-se a condutores embriagados


Um estudo realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Sergipe revela que 57,42% das apreensões de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) realizadas nas BRs 101 e 235 nos seis primeiros meses de 2010, foram de condutores dirigindo embriagados. Pouco mais de um terço (39,66%) ocorreram por estarem vencidas há mais de trinta dias.

Em seis meses, a PRF apreendeu 411 CNHs nas rodovias federais sergipanas, destas, 207 (50,36%) ocorreram na BR 235. Já na BR 101 foram 204 (49,64%) CNHs apreendidas. O mês com mais ocorrências de apreensão foi junho, com 108 (26,28%) habilitações apreendidas.

Principais causas, dias da semana e cidades - Em sua maioria as apreensões de CNHs aconteceram porque muitos condutores ainda insistem em dirigir embriagados, totalizando 236 (57,42%) habilitações apreendidas no primeiro semestre de 2010. Em seguida, 163 (39,66%) motoristas foram flagrados pela PRF conduzindo o veículo com a CNH vencida há mais de trinta dias. O restante das ocorrências, 2,92%, estão as CNHs que foram apreendidas por inautenticidade, adulteração, falsificação ou motoristas que conduziam um veículo de categoria diferente da permitida em seu documento.

Um dado curioso é que das 411 CNHs recolhidas, 249 (60,58%) ocorreram nos finais de semana. “É no final de semana que os condutores costumam beber e dirigir, exatamente o que reflete a estatística. Já durante a semana, a maioria das apreensões acontece pelo fato das habilitações estrarem vencidas há mais de trinta dias”, explica o Inspetor Flavio Vasconcelos, Chefe do Núcleo de Comunicação da PRF em Sergipe.
As cidades em que estas apreensões mais aconteceram foram Nossa Senhora do Socorro (30,66%), São Cristóvão (20,19%), Itabaiana (16,30%) e Malhada dos Bois (11,44%). “A maior incidência de CNHs apreendidas pela PRF nesses municípios acontece porque existem inúmeros bares, restaurantes e postos de combustíveis onde é possível fazer uso de bebida alcoólica. Infelizmente, a falta de educação e conscientização prevalece e é exatamente nessas regiões onde o número de acidentes é maior”, ressalta o Inspetor.

Recomendações - A recomendação da Polícia Rodoviária Federal é que os condutores estejam sempre atentos à data de vencimento de suas habilitações e respeitem a categoria do veículo permitido, evitando desta forma punições e complicações maiores. Também é de extrema importância não dirigir alcoolizado, para impedir não só a suspensão da habilitação pelo período de doze meses, como também acidentes. O motorista que for pego dirigindo com a CNH vencida há mais de trinta dias, comete uma infração gravíssima, recebe sete pontos em seu prontuário e paga uma multa de R$ 191,54. Já o condutor que for flagrado dirigindo embriagado paga uma multa de R$ 957,70, além de levar sete pontos na carteira e ter a sua suspensão por doze meses. Dependendo do teor alcoólico, o motorista pode ser detido e encaminhado a Polícia Judiciária onde responderá por crime de trânsito.

“Quem respeita e obedece as leis de trânsito está agindo em benefício próprio e da sociedade ao não cometer infrações. Com uma simples mudança de atitude, os números de acidentes, feridos e mortes podem ser sensivelmente reduzidos”, finaliza Vasconcelos.

Fonte: Emsergipe.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário